Folge uns
iBookstore
Android app on Google Play
Gefällt mir
Ein Programm der Universität Leiden
Quem tem medo do escuro?
30. May 2016

Quase toda a gente, numa determinada altura da vida, já teve medo do escuro. O chão que range, as cortinas que se agitam sem razão, barulhos que surgem do nada conseguem ser aterrorizadores para muitas pessoas. Não se trata propriamente do medo da escuridão, mas do desconhecido.

(O medo da escuridão é, na realidade, uma vantagem, mantém-nos alerta face a situações perigosas)

Se o bicho papão não existe, teremos razões para ter estes receios? Na Terra talvez não, mas no espaço existem uns monstros devoradores que se escondem na escuridão: os buracos negros.

Os buracos negros formam-se quando as estrelas maciças morrem. Qualquer coisa que se aproxime de um buraco negro é atraída com uma força tão intensa que não tem qualquer hipótese de escapar, o monstro irá devorá-la!

A imagem, desenhada por um artista, mostra-nos duas galáxias. A da direita, cor-de-rosa, muito brilhante tem no seu centro um enorme buraco negro que se alimenta. Se olharmos com atenção podemos observar o fluxo de material que está a ser sugado da galáxia azul para o interior do buraco negro.

Os buracos negros são uns comilões pouco asseados. Quando “comem” material expulsam gás cósmico quente como se fossem migalhas de uma bolacha. O gás expelido assemelha-se a uma explosão cósmica gigante e tem um efeito igualmente devastador. O gás quente aquece toda a galáxia, até ao ponto em que é incapaz de criar novas estrelas.

As galáxias começam por ser máquinas de formação de estrelas com uma receita muito simples: gás cósmico + gravidade = estrelas. Aqui temos uma galáxia que contém todos os ingredientes para a formação de novas estrelas, mas não o faz. Agora, pela primeira vez sabemos o porquê.


Facto curioso

A galáxia cor de rosa pertence a um novo tipo de galáxias designadas por “gêiser vermelho”. O seu nome tem origem nos gêiseres que se encontram na Terra, espalhados pelos cinco continentes. Os gêiseres estão associados a manifestações de atividade vulcânica menos violenta do que as erupções e consistem em emissões de vapor de água e de água a elevadas temperaturas.

Share:

Bilder

Supermassereiches Schwarzes Loch ernährt sich von Nachbargalaxie
Supermassereiches Schwarzes Loch ernährt sich von Nachbargalaxie

Printer-friendly