Folge uns
iBookstore
Android app on Google Play
Gefällt mir
Ein Programm der Universität Leiden
Uma viagem de campo até à escola estelar
7. November 2012

Se quisesse aprender sobre jovens, provavelmente iria visitar uma escola onde há muita gente jovem, certo? Esta fotografia mostra uma "escola de estrelas" — lar de mais de mil das maiores e mais brilhantes jovens estrelas no céu. Quando os astrónomos querem estudar estrelas jovens este aglomerado — chamado Cygnus OB2 — é um dos primeiros lugares para onde olham.

Cygnus OB2 é o maior aglomerado de estrelas no céu do hemisfério Norte, contém cerca de 30.000 vezes mais material do que o Sol! Também acontece ser um dos mais próximos da Terra. Então porque não terá ouvido falar dele antes? Bem, acontece que está quase completamente oculto por trás de uma enorme nuvem de poeiras. Para estudá-lo, os astrónomos têm de usar telescópios que podem "ver" nos raios x e luz infravermelha. Estes tipos de luz podem atravessar a espessa poeira onde a luz visível não penetra.

Uma das mais interessantes — mas infelizes — descobertas feitas pelos astrónomos enquanto estudavam as estrelas de grande massa, jovens em aglomerado, é que a maioria delas irá acolher menos planetas do que seus irmãos e irmãs em aglomerados menores. Algumas poderão mesmo não possuir quaisquer planetas! 

Quando uma estrela se forma, há sempre algum material que sobra, originando um disco de poeira e gás, como uma versão mais espessa dos anéis de Saturno. Dentro deste disco, podem formar-se pequenos grãos feitos de rocha e gelo, estes às vezes fundem-se em objetos maiores — imagine uma bola de neve rolando à volta da na neve: à medida que recolhe a neve torna-se cada vez maior. Isto é como nascem os planetas. 

No entanto, jovens estrelas de grande massa podem destruir os discos de poeira dos seus vizinhos menores, com a sua intensa energia, muito antes de todos os planetas poderem nascer! Isso significa que Cygnus OB2 e outros enormes aglomerados de estrelas, provavelmente não contêm tantos planetas como nós pensávamos! 

Facto curioso

 Uma das estrelas mais brilhantes na nossa galáxia inteira vive neste aglomerado. É quase dois milhões de vezes mais brilhante que o Sol! 

Mehr Informationen

 Este Space Scoop é baseado num NASA Chandra X-ray Observatory Press Release.

Share:

Bilder

Ausflug zu einer Sternenschule
Ausflug zu einer Sternenschule

Printer-friendly

PDF File
1,0 MB